Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

# Chá Verde com Limão

Blog pessoal sobre o lado bom da vida e, por vezes, sobre o lado resiliente. Aqui partilha-se pensamentos, experiências, inspirações, dicas, ensinamentos, e todas as coisas boas que a vida nos pode oferecer!

# Chá Verde com Limão

Blog pessoal sobre o lado bom da vida e, por vezes, sobre o lado resiliente. Aqui partilha-se pensamentos, experiências, inspirações, dicas, ensinamentos, e todas as coisas boas que a vida nos pode oferecer!


21.10.19

Quem sou?

por Patrícia Ribeiro

Quando não sabes quem és, pára, sente e escuta o teu coração!

É ele que te conhece melhor! Não te deixes influenciar por quem tu julgas que és, pelo que os outros pensam que devias ser, ou pelo que o mundo espera de ti... Nada do que tu julgas ser o certo, nada do que outros possam pensar sobre ti, nada do que o mundo espera de ti, poderá ser verdadeiro, se tu não te conheceres!

Eu sei o quanto é difícil... Primeiro é preciso ter a humildade para assumirmos que não sabemos quem somos, depois é necessário parar (nesta sociedade que nos ensinou que só quem continua, é que pode avançar), e entretanto tens que fazer o mais exigente, aprender a sentir e a escutar o teu coração. E para o fazeres não há uma fórmula certa, ou uma lista de coisas a fazer, ou uma poção mágica, ou uma receita infalível. Para uns pode ser o desprendimento de tudo o que é supérfluo, para outros através da oração, para uns a partir da implementação de hábitos saudáveis, para outros poderá ser a descoberta do mundo, para uns poderá ser a pratica da meditação, e para outros pode ser o encontro do seu lugar especial. Alguns têm a sorte de o aprender num momento importante, outros tentam toda a vida... É esta descoberta que é o mais complexo, descobrir como poderemos aprender a sentir e escutar o nosso coração.

Esta descoberta de quem és, é um longo caminho a percorrer e para a grande maioria de nós, não é um caminho constante, é um percurso com pedras que terás que as mudar de lugar para conseguires passar, é uma estrada com derrocadas por onde poderás abrir um túnel ou criares um novo atalho, um caminho cheio de montes e vales, mas se souberes aproveitar a viagem, irás encontrar o que realmente importa! 

Acredita! No final de cada subida irás encontrar uma paisagem linda, nos vales irás encontrar seres únicas, nos caminhos inesperados irás encontrar pessoas especiais, na escuridão irás encontrar a luz, e em cada pedra irás encontrar a tua força para continuares.

Não importa as vozes que ouves, as tentações que sentes, os gestos que te atraem, ou as obrigações que te agarram, mas mantém a coragem de seres fiel a ti! Mesmo que não possas deixar tudo para seguires os teus sonhos, encontra novos desafios ou diferentes formas de chegares aos teus objetivos. Porque a  nossa felicidade não se encontra no final do caminho, mas no prazer do percorrer, nos sorrisos que encontramos, nas pessoas que tocamas, nos pequenos desafios, e na beleza da vida.

Apesar de todas estas dificuldades, se fores sempre fiel a ti próprio, irás conseguir ser feliz! Sem receitas, sem poderes mágicos, sem listas, sem regras, sem deveres, sem obrigações, sem desculpas...

Sente, escuta, confia e acredita no teu coração, e saberás sempre que caminho seguir!

09.28.2019.png

 

publicado às 13:18

20.10.19

Gosto de mim

por Patrícia Ribeiro

Está em ti o poder de sonhar, de acreditar, de am

 

Deixei uma vida em que tudo era certo, apesar de toda a incerteza que existia no meu coração. Sabia que era enfermeira, professora, escuteira, amiga, amante, filha e sonhadora, mas não sabia quem era a Patrícia. Acreditava que os meus sonhos eram somente sonhos, acreditava que o meu mundo era o certo, acreditava que só poderia ter uma vida feliz com uma agenda cheia, acreditava que não merecia ser amada, acreditava que os outros eram responsáveis pelos meus erros, e acreditava que podia morrer porque todos somos substituíveis.

Foram precisas algumas desilusões, foram necessárias histórias com finais infelizes, foram precisas muitas horas de solidão, foram necessárias muitas lágrimas derramadas, foram precisos alguns sonhos desfeitos, e foi necessário conhecer o meu lado triste, para conseguir desfazer as minhas crenças.

Não vou mentir, se pudesse descobrir quem realmente sou, sem sofrer, teria preferido, mas sei que desse modo a minha história não seria a mesma. E por isso não me arrependo dos meus erros, do meu passado, do que vivi, das pessoas que conheci, dos lugares que visitei e de quem fui!

Com todas as minhas certezas, tinha tantos planos, mas agora que destruí todas as minhas crenças, e rasgai todos os meus planos, já só tenho um caderno com folhas em branco para escrever a continuação da minha história. Posso não saber qual é o meu destino, mas sei qual é o meu caminho... Posso não saber quem sou, mas sei quem é a Patrícia... Posso  não saber quais são os meus planos, mas sei quais são os meus sonhos...

Agora sei que os meus sonhos podem se realizar, agora sei que o mundo é demasiado grande para ser só meu, agora sei que uma vida feliz é uma vida cheia de amor, agora sei que mereço ser amada, agora sei que sou responsável por mim, e sei que quando morrer permanecerei no coração das minhas pessoas. Agora acredito que sou única e feliz!

Assim escrevo com muito orgulho que gosto de quem sou, gosto das minhas pessoas, gosto das minhas histórias, gosto dos meus lugares, gosto de quem fui, gosto dos meus desgostos, gosto das minhas paixões, gosto do meu coração e gosto da minha vida!

Por isso acredita que nesta vida nada é certo, nada é para sempre, nada é impossível e nada é por acaso. Está em ti o poder de sonhar, de acreditar, de amar e de ser feliz!

 

publicado às 15:06

21.04.19

#vida fantástica

por Patrícia Ribeiro

É tão bom quando a vida é cheia de vida, quando o nosso coração transborda de amor, quando a nossa vida tem tudo o que precisamos, quando somos felizes e não esperamos mais da vida, simplesmente que ela seja como é. 

 

O problema é quando começamos a sonhar, a recordar o que sempre quisemos, a imaginar a nossa vida de uma forma diferente. É nesse momento que a nossa vida perfeita, passa a ser uma vida incompleta. Não digo que uma vida feliz, passe a ser infeliz. Mas simplesmente fica a faltar-lhe algo, fica a faltar aquela pitada de sal no chocolate, o picante no feijão, o cheiro de terra molhada nos dias de chuva, o canto dos pássaros de manhã ou a festa que acaba a meio da noite. Não é que vida não seja boa, mas não é fantástica. Eu quero uma vida fantástica, uma vida na qual não me arrependa de nada, e no dia que esteja no meu leito de morte, recorde-a com um grande sorriso.

 

Claro que muitos irão pensar: "Ela é louca! É bom manter os pés no chão, não esquecer as dificuldades, que temos obrigações, e que a vida não é nenhum conto de fadas". Eu sei!

 

No entanto, eu não tenho medo de voar, não tenho medo de desafios, não tenho medo de ser diferente, e não tenho nada a perder, e também sempre achei que era uma princesa dos contos de fadas (não é isso que dizem às raparigas  enquanto crescem?). Mas eu não quero um príncipe encantado, só quero acreditar que posso realizar todos os meus sonhos.

 

Buscarmos a felicidade não é fácil, principalmente quando esta fica fora dos caminhos imaginados pelos outros para nós. Acreditem que por vezes gostava que os meus maiores sonhos  fossem encontrar um amor para a vida toda, ter uns quantos filhos e ter uma casa de praia. Mas esses não são os meus maiores sonhos. Quero conhecer o Mundo, viajar, redescobrir-me, ajudar os outros e continuar a ser eu mesma, e se entretanto encontrar o amor da minha vida, tiver uns quantos filhos e uma casa na praia, não vou ficar chateada com o destino.

 

Por agora, só quero amar-me, ser feliz, e perseguir os meus sonhos! E também sei que quando começar a ter coragem para seguir o meus coração, e a acreditar na minha intuição, a minha vida irá alinhar-se com os astros, com o meu destino e com o amor.

 

só quero amar-me, ser feliz, e perseguir os meus

 

 

publicado às 20:04

25.02.19

# Patrícia

por Patrícia Ribeiro

Eu sou a Patrícia!

 

Aquela que é fácil de gostar, mas difícil de amar. Aquela que é cheia de utopias, mas sem fé. Aquela que sonha, mas que não sabe quais são os seus objetivos. Aquela que acredita na paz, mas está sempre em guerra consigo própria. Aquela que crê no amor, mas não sente o amor. Aquela que é o meio termo, mas nunca foi completa. Aquela que vê o sol, mas não sente o seu calor. Aquela que dá, mas que não quer receber. Aquela que gosta de pessoas, mas prefere a solidão. Aquela que quer viver a vida, mas que não consegue saborear o seu sabor. Aquela que vê o copo meio cheio, mas encontra sempre um "se". Aquela que quer a perfeição, mas não consegue encontrar um caminho. Aquela que quer simplificar, mas só complica.

 

Eu sou um mundo sem fim, uma estrada cheia de encruzilhadas, um céu cheio de estrelas, um oceano sem fundo, uma montanha cheia de percursos. 

 

Sou aquela que podia ser tudo, e não é nada! Sou um beija-flor, que espalha o pólen pelo jardim, mas não encontra a sua flor. Sou uma Florbela Espanca, mas sem o dom da escrita. Sou aquela cheia de dons, mas que não sabe quais prefere utilizar.

 

Sou a Patrícia, aquela que ama a vida, que acredita no amor, que vê o lado bom da vida, que ama as suas pessoas, que usa o coração como azimute, e que lá bem no fundo, é feliz!

 

_aquela que ama a vida, que acredita no amor, que

 

publicado às 12:07

24.10.18

cuida do teu coração

por Patrícia Ribeiro

Hoje em dia, queremos acreditar que somos super-mulheres ou super-homens, que temos todos os poderes, de todos os heróis da Liga da Justiça. Acreditamos que podemos salvar o Mundo, os que nos rodeiam e os nossos. Mas esquecemos de salvar-nos. Não cuidamos do nosso corpo, da nossa cabeça, da nossa alma e, principalmente, do nosso coração.

 

Queremos salvar o Mundo, mas não perdoamos quem nos magoou. Queremos salvar quem nos rodeia, mas não damos os "bons dias" ao motorista do autocarro. Queremos salvar os nossos, mas não estamos lá quando eles mais precisam. No entanto, se sentirmos o nosso coração cheio de rancor, de ingratidão e de deveres, como poderemos perdoar, agradecer e estar presente? Se não estamos prontos para nos conhecermos, como podemos dar o nosso melhor? O segredo para salvar os outros é salvarmos primeiro o nosso coração.

 

Já perdi-me por lugares, por pessoas, por momentos e por obrigações, mas percebi, que, se não procurar a paz nunca conseguirei amar. O primeiro passo é descobrir o amor-próprio, depois perdoar os nossos erros, de seguida agradecer à vida, no entretanto viver o presente, e, por fim, acreditar no amor. Se nos perdoarmos, podemos perdoar os outros. Se agradecermos, podemos ver o lado bom da vida. Se vivermos o presente, tiramos o melhor partido da vida. Se acreditarmos no amor, iremos encontrar o amor. Se nos amamos, iremos encontrar alguém que nos ame.

 

Se queres salvar o Mundo, primeiro salva-te. Se queres encontrar pessoas simpáticas, sê educado. Se queres que estejam lá para ti, está presente. Se queres ser amado, ama-te.

 

IMG_20180923_085418.jpg

 

publicado às 12:46

24.10.18

# sobre viajar

por Patrícia Ribeiro

Acredita no Amor. Ama o teu coração. Sente a vida. Vive a paixão. Apaixona-te cada dia por ti. Confia no destino. Destina-te a grandes feitos. Faz por seres feliz. Tem fé na viagem. Viaja por mares e oceanos, por serras e montanhas, por cidades e lugares, por pessoas e histórias. 

 

Deixa as histórias de amor invadirem a tua alma. Deixa as pessoas entrarem no teu coração. Deixa o teu coração sentir os lugares. Deixa-te apaixonar pelas cidades. Deixa a montanha colocar-te no teu lugar. Deixa as serras levarem-te ao teu destino. Deixa-te confiar nos oceanos. Deixa o mar levar-te ao teu lugar. Deixa-te guiar pela fé, ao longo desta viagem, que é a vida.

 

Independentemente do teu Deus, dos teus deuses, das tuas crenças, da tua fé, acredita no teu coração, na tua intuição, na vida. Eles sabem qual é o destino da tua viagem, o teu porto de abrigo, o teu lugar secreto. Confia. Acredita. Sente. Mas nunca deixes a felicidade para trás, porque sem a tua bússola, sem o teu azimute, sem as tuas coordenadas, nunca conseguirás chegar ao teu destino certo.

 

Deixa o mar levar-te ao teu lugar..png

 

publicado às 09:13

10.09.18

# o silêncio

por Patrícia Ribeiro

Quantos de nós têm medo do silêncio, do que o silêncio pode trazer, do que o silêncio pode lembrar, do que o silêncio pode fazer sentir? Tantas vezes nos rodeamos de barulho, de futilidades, de ruídos, de sons, de vibrações, de gente, de conversas, de afazeres, e no final do dia, não sabemos quem somos.

 

O silêncio é clarividente. Se tens medo do silêncio, pensa no que é que pode acontecer de pior com o silêncio? O pior será conheceres os teus medos. É isso mesmo, o silêncio pode trazer-te os teus medos, que tantas vezes tentas esconde-los, principalmente de ti próprio.

 

O silêncio é revolucionário. O que é que o silêncio pode trazer-te de pior? Como o vento, pode trazer as tuas dúvidas, as tuas angústias, os teus desgostos e as tuas vaidades, mas também pode trazer os teus sonhos, as tuas certezas, as tuas paixões, os teus amores e os teus dons.

 

O silêncio é luz. O que é que de pior o silêncio pode lembrar-te? Pode lembrar-te dos teus defeitos, do que não gostas em ti, do que não faz sentido na tua vida, do que te prende. E assim, saberás o que tens de mudar, de melhorar, o sentido da tua vida e terás a oportunidade de libertar-te. Mas como o sol pode ofuscar a realidade e só é bonito de longe, o silêncio ajuda-te a ver a realidade e só faz sentido quando está perto do teu coração. 

 

O silêncio é amor. O que é que de pior o silêncio pode fazer-te sentir? O amor. O silêncio pode trazer amor à tua vida porque se tens a coragem de enfrentares os teus medos, através do silêncio, estarás a abrir espaço ao amor na tua vida. Estás a transformar medo em amor.

 

 O silêncio é uma das coisas mais importantes para manteres uma vida equilibrada e saudável. Assim sendo, dá um tempo do teu dia ao silêncio, através da eliminação dos ruídos do dia-a-dia, ou através da meditação, ou através do agradecimento, ou através do teu espaço sagrado (pode ser em casa, num jardim, na praia, onde possas estar em silêncio). Através do silêncio poderás enfrentar os teus medos, melhorar a tua vida, escutar o teu coração, perseguir os teus sonhos, conhecer o teu eu e sentires amor. 

 

Pratica o silêncio. Escuta o teu coração. Sente o amor. Sê feliz.

 

Prática o silêncio. Escuta o teu coração. Sent

 

 

publicado às 14:12

Sou uma sonhadora irremediável, enfermeira de paixão, professora por gosto, escuteira de coração, e muito mais, se o tempo permitir. Gosto de chá verde com limão, café e chocolate. A minha cor é o verde alface. Só quero viver com paixão, paz e amor!

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.