Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

# Chá Verde com Limão

Blog pessoal sobre o lado bom da vida e, por vezes, sobre o lado resiliente. Aqui partilha-se pensamentos, experiências, inspirações, dicas, ensinamentos, e todas as coisas boas que a vida nos pode oferecer!

# Chá Verde com Limão

Blog pessoal sobre o lado bom da vida e, por vezes, sobre o lado resiliente. Aqui partilha-se pensamentos, experiências, inspirações, dicas, ensinamentos, e todas as coisas boas que a vida nos pode oferecer!


31.12.17

# adeus 2017

por Patrícia Ribeiro

Obrigada 2017!

 

Obrigada pelas estações, pelos meses, pelas semanas, pelos dias, pelas horas, pelos minutos e pelos segundos!

 

Obrigada pelos abraços, pelos beijos, pelos sorrisos e pelas lágrimas!

 

Obrigada por cada momento, por cada pessoa, por cada história, por cada experiência e por cada oportunidade!

 

Existem sempre um ano, ou outro, que achamos, que é de maior sorte, ou de maior azar. Existem sempre momentos que nos fazem amar ou odiar um determinado ano. Existe sempre uma qualquer razão que nos faz querer deixar para trás o ano velho, e agarrar com unhas e dentes, o novo ano. Existe sempre algo, que nos faz crer, que o próximo ano é que será o nosso ano.

 

Mas antes de desejares o próximo ano, não te esqueças de agradecer ao ano que termina: todas as estações, todos os meses, todas as semanas, todos os dias, todas as horas, todos os minutos e todos os segundos. Agradece pelos abraços, pelos beijos, pelos sorrisos e pelas lágrimas. Acima de tudo agradece por cada momento vivido, por cada pessoa que partilhou esta ano contigo, por cada história contada e recontada, por cada experiência passada, e por cada oportunidade aproveitada, ou não.

 

Agradece a 2017, agradece à vida e a ti!

 

Adeus 2017, vais deixar saudades no meu coração!

is your year.png

 

publicado às 15:30

30.12.17

# 2017, o ano da mudança

por Patrícia Ribeiro

Falar sobre o meu ano de 2017 poderá ser fácil, por ter acontecido tanta coisa, mas ao mesmo tempo, é difícil por tudo o que aconteceu. Desde a minha mudança de atitude, até à minha mudança de rumo, passando pelas pessoas que conheci, àquelas que desapeguei, ou aquelas que da mesma forma que entraram, também saíram. Foi um ano de sustos, mas que no final, o melhor, mesmo, é ver o copo meio cheio... 

 

No inicio do ano, pensava que iria, por esta altura, estar em Timor-Leste ou algures no Brasil em Missão. Não é algo que descartei completamente da minha vida, mas neste momento, não faz sentido para mim. Depois de ir até Bruxelas e do retiro em Paris, percebi que, o que iria fazer em Missão, num qualquer país em vias de desenvolvimento, poderia fazê-lo em Portugal, nas minhas cidades, no meu trabalho, como escuteira, como cidadã. Por outro lado, pensei que poderia perder a oportunidade de amar alguém, e iria estar, pelo menos, 2 anos afastada da minha família e dos meus amigos. Aquando do meu tempo de discernimento, tive coragem de pedir ajuda a alguém (finalmente, percebi que tinha o direito de ser ajudada), e essa pessoa disse-me "Eu preciso de ti". Tive a certeza da decisão a tomar. Infelizmente, este "preciso de ti", não veio da pessoa que mais queria na época, mas veio de uma das pessoas mais importantes da minha vida, a minha pessoa-âncora. Agora, agradeço por não ter tido a coragem de partir, pois percebi que a minha partida não seria mais do que uma fuga aos problemas, e às decisões que teria de tomar (mais tarde ou mais cedo). Felizmente, esta minha nova percepção, da minha vontade de partir em Missão, fez-me mudar a perspectiva que eu tinha sobre toda a minha vida. 

 

Na Primavera, fui de viagem à Grécia, no Projecto Erasmus +. Para além de ter sido uma experiência maravilhosa, de ter conhecido pessoas de toda a Europa e com perspectivas diferentes, e de ter conhecido um país lindíssimo. Também percebi que até sou uma pessoa minimamente sociável. Mas o que trago no coração, é aquele grupo de quatro pessoas com quem viagem, que foram 5 estrelas. Marcaram-me muito, pela partilha e pela amizade. E cheguei à conclusão de que as minhas histórias e as suas histórias marcaram-nos mutuamente, independentemente das idades, se uns são mais velhos e outros mais novos, todos temos coisas a ensinar uns aos outros. E fez-me perceber que com essas pequenas histórias posso fazer a diferença na vida das pessoas.

 

Antes do Verão, tomei uma das decisões mais difíceis na minha vida, mas tinha que ser. Não poderia continuar a viver a história do "quase". Percebi que merecia mais... E sem pensar duas vezes, meti-me numa história demasiadamente intensa, e que fez-me ir ao fundo de mim mesma, como a princesa  azul foi até ao fundo da floresta. Depois de todas as lágrimas e de deixar-me de preocupar-me com os "porquês", percebi que todos eles, é que perderam. As histórias não resultaram porque não tinha que ser, porque não era o momento e o tempo certo, porque se não fossem estas histórias, que correram menos bem, não seria quem sou hoje. Obrigada por fazerem-me derramar todas as lágrimas, que regaram o meu coração e o tornaram mais forte.

 

Em pleno Verão, fiz o impensável, para além de ter vivido uma actividade escutista maravilhosa e com pessoas fantásticas, fisicamente e mentalmente, fiz coisas que nunca pensei fazer. Mas nunca duvidei que seria capaz de subir a montanha, mas tive medo de não conseguir. Quando vi a montanha, nem pensei muito sobre o assunto,  só sabia que tinha de chegar ao topo e não podia vacilar porque tinha de motivar 30 caminheiros, mas na realidade, foram eles a minha motivação. Obrigada Rosas! Agora já sou capaz de subir os Himalaias desta vida, e atravessar todas as "montanhas" que possam surgir no meu caminho.

 

Para fechar o Verão em grande, uma das loucuras da Patrícia, que poucos, acreditaram que seria, mesmo, capaz de fazer. Foi partir em viagem sozinha para uma das mais belas cidades europeias: Roma. A cidade do amor e que é AMOR. Por lá encontrei-me comigo mesma, sem precisar de mais ninguém para sentir-me bem e feliz, e acima de tudo, aprendi a amar-me. Só uma observação, até agora a moeda que atirei na Fontana di Trevi, não deu frutos, ainda não apareceu o príncipe  e encantado que desejei. Quando é que posso exigir que devolvam-me a moeda?

 

IMG_20170921_173304.jpg

 

A partir do Outono, comecei a acreditar muito mais em mim, a criar laços sem medo, a aceitar novos desafios, e a traçar o meu caminho da felicidade. Finalmente descobri o segredo de uma vida feliz: primeiro, tens que procurar a felicidade, dentro de ti...

 

Por fim, estou a acabar o ano em grande, ao criar este blogue. Não quero parecer pouco humilde, mas estou mesmo orgulhosa do meu trabalho.

 

Quero agradecer a todos aqueles que contribuíram para o meu ano de mudança, àqueles que sempre tiveram lá, àqueles que nunca desistiram de mim e àqueles que acreditaram em mim! E um agradecimento especial a mim, por ter aceitado, que afinal mereço ser feliz!

publicado às 19:14

29.12.17

# Se a vida te dá limões...

por Patrícia Ribeiro

Como diz o ditado, "Se a vida te dá limões, faz uma limonada", ou um chá de limão, ou o que quiseres.

 

O importante é que na vida por muito ou pouco que a vida te dê, tenta aproveitar ao máximo as oportunidades.

 

Não importante, se é o certo ou o incerto, se é o correcto ou o inesperado, se é dentro da caixa ou fora da tua zona de conforto, o que importa é que faças algo com a tua vida.

 

Não deixes para amanhã o que podes fazer hoje, não deixes de por em prática os teus sonhos, que assim tornam-se em projectos, e tornam-se na vida que tanto desejas viver. 

 

O importante é fazeres algo com o que a vida te dá. Se a tua vida de dá óptimas oportunidades, aproveita-as. Se a tua vida te dá um grande amor, vive-o. Se a tua vida te dá a oportunidade de viajar pelo mundo, conhece-o. Se a tua vida te dá um dom, dá-lhe uso. Se a tua vida te dá uma história trágica, reinventa-a. Se a vida te dá sonhos, realiza-os. 

 

Não fiques à espera que os limões se transformem em pepitas de ouro ou que a sorte te caia do céu ou que alguém te dê uma nova oportunidade, corre atrás das oportunidades, e se for preciso voa até ao céu para apanha-las.

 

Não esperes pelo momento certo, avança. Não esperes que alguém acredite em ti, sê o primeiro a acreditar. 

 

Por isso, quando a vida te ter só limões, não te esqueças de fazer uma bela limonada, e depois saboreia-a. Porque, não há nada melhor na vida, do que saborear as pequenas coisas, os pequenos passos, as pequenas vitórias e os pequenos nadas.

happybirthday.png

 

publicado às 12:19

28.12.17

# Verde, a cor do meu coração

por Patrícia Ribeiro

A minha cor é o verde, de preferência o tom alface, mas gosto de qualquer tom, garrafa, água, seco, esmeralda, menta,... 

 

O verde significa esperança, liberdade, saúde e vitalidade. E analisando bem, tem tudo a ver comigo. Vou passar a explicar...

 

ESPERANÇA

Sou uma sonhadora irremediável, nunca tenho a cabeça onde deve estar, sempre na lua, e a acreditar que tudo pode acontecer, inclusive que podemos viver num Mundo em Paz. Tenho fé que tudo é possível, que os milagres acontecem, e que um dia irei encontrar o meu Príncipe Encantado. E, lá no fundo, mesmo quando o meu mundo está a desabar, nunca perco a esperança de que melhores dias virão, nem que para isso tenha que mudar de caminho, de plano ou de objectivos. Como diz o ditado: "A esperança é a última a morrer."

 

LIBERDADE

Já a tentaram tirar-me uma vez, mas prometi a mim mesma que isso nunca mais iria acontecer. Por isso, liberdade é uma das coisas mais preciosas que podemos ter e devemos manter. A liberdade de escolha, a liberdade de opinião, a liberdade de viajar, a liberdade de sermos felizes,... A liberdade como caminho para nos sentirmos realizados. 

 

SAÚDE

Sendo enfermeira, está muita coisa dita sobre este significado. Sou uma grande defensora da saúde, de mantermos estilos de vida saudáveis, da promoção da saúde e prevenção da doença, tanto ao nível da saúde física como ao nível da saúde mental. E a prioridade de todos nós é a saúde, porque mesmo quando nos esquecemos da mesma, ela nunca nos deixa esquecer.

 

VITALIDADE

Amo a vida! E respeito a morte. Não sejamos cínicos, todos um dia iremos morrer, assim falemos abertamente sobre o assunto, se no final todos vamos morrer porque é que não aproveitamos mais e melhor a nossa vida? Porque é que não valorizamos as pequenas coisas? Porque é que não amamos mais? Porque é que não sonhamos mais e não colocamos os nossos sonhos em prática? Alguém com imensa vitalidade, não é só quem é imensamente alegre, é alguém que é imensamente feliz!

 

Agora falando especificamente do verde alface: é o meu lado louco. A Patrícia que fala de mais e só diz disparates, aquela que diz piadas quando ninguém o espera, aquela que sonha dar a volta o mundo, aquela que um dia quer pintar o cabelo de verde, aquela que vive o Carnaval até ao fim, aquela que dança como fosse uma dançarina internacional, e a que acredita que o mundo pode ser, sempre, um lugar melhor.

IMG_20171228_130214.jpg

 

publicado às 18:08

27.12.17

# Chá, o meu elixir

por Patrícia Ribeiro

Chá, aquela bebida que tanto aquece o corpo como a alma. Por essa razão, é a minha bebida predilecta!

 

No entanto, é preciso fazer uma pequena nota, que nem todos os "chás", são chá. Temos também as tisanas. E quais são as suas diferenças?

 

Ambas as bebidas são feitas à base de água quente, na qual deixamos, por alguns minutos, as plantas ou as frutas, das quais queremos o sabor e os benefícios, repousar. A grande diferença, é que o chá é a infusão a partir da planta do chá, Camellia Sinensis, e as tisanas são feitas a partir de todas as outras plantas, como é o caso da camomila ou cidreira. Em relação ao chá, podemos ter o chá verde, preto, vermelho ou branco, estas diferenças baseiam-se na forma de tratamento das folhas da planta, ou ainda podemos usar as suas raízes e flores. E uma das características do chá, é que contém cafeína! Aqui está o segredo do chá. 

 

O chá ajudou-me e ajuda-me, em diferentes situações, desde os dias em que vais ao fundo do poço e não consegues comer, sabem aqueles alturas que temos um nó tão grande no estômago que parece que o nosso mundo vai ruir sobre a nossa cabeça? Até aos dias em que só queres sentar-te à varanda e agradecer à vida pela tua vida, sabem aqueles dias em que vês que tudo faz sentido? E naqueles dias em que estás doente, e só queres uma chávena de chá, cama e carinho. Depois ainda existem as vezes que bebes chá só porque sim, porque sabe bem, poque apetece.

 

Gosto de chá verde com limão, de chá preto simples ou com frutos vermelhos, de chá branco, maça e canela, e de todos os chás. Se oferecerem-me um chá, irão ver com toda a certeza um belo sorriso de agradecimento. Beber uma chávena de chá também é uma óptima desculpa para reunirmos amigos ou termos aquela conversa ou para celebrarmos as alegrias e as tristezas desta vida.

 

Feita esta declaração de amor ao chá, aproveito para dizer que também gosto detisanas, e que por vezes são o melhor tratamento para as maleitas do corpo. Podemos ficar melhor, com uma bela chávena da infusão da flor de perpetuas roxas com mel, para a dor de garganta, ou com uma infusão de camomila, quando queremos acalmar o coração. Mas se quiserem apimentar qualquer das infusões juntem um pouco de gengibre, vão ver como é maravilhoso.

 

Bebam chá, sintam os seus benefícios e sejam felizes!

IMG_20171227_160555.jpg

 

publicado às 16:16

26.12.17

# Chá Verde com Limão

por Patrícia Ribeiro

Nem acredito que está mesmo a acontecer! Finalmente este projecto começa a ganhar asas, ou melhor, raízes.

 

Depois de alguns meses a amadurecer esta ideia de criar um blog, finalmente ganhei coragem para seguir com este projecto em frente. E estou mesmo feliz!

 

Com o # Chá Verde com Limão pretendo partilhar as pequenas coisas pelas quais vale a pena viver, histórias sobre o que vale a pena lutar, os meus amores de perdição, o que enche o meu coração e sobre o que nos torna mais fortes.

 

Ao longo da minha vida, o mais importante para mim foi sempre ajudar os outros, e depois de algumas andanças interiores, percebi que as minhas histórias ou daqueles que me rodeiam, poderiam ser verdadeiras lições de vida para os outros, e parilhar essas histórias poderia mudar algo na vida de alguém. Ao encontro da felicidade...

 

Num belo jantar, em que uma amiga disse-me, "Porquê é que não escreves essas tuas histórias num blog?", esta ideia ficou... E pensei, "Porque não?". E aqui está ele, o meu # Chá Verde com Limão

IMG_20171222_221723.jpg

 

.

publicado às 23:04

Sou uma sonhadora irremediável, enfermeira de paixão, professora por gosto, escuteira de coração, e muito mais, se o tempo permitir. Gosto de chá verde com limão, café e chocolate. A minha cor é o verde alface. Só quero viver com paixão, paz e amor!

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.